Auto-hemoterapia Informações e debates

            Quem somos

                 auto-hemoterapia o que é? |  informações & debate |  depoimentos |  publicações |  vídeos |  política de privacidade |  pesquisa virtual

ver participações do dia Visitantes: 3.702.995 (início em 30/10/2010)

"Conversa com o
Dr. Luiz Moura:
O que é
auto-hemoterapia?
"


Vídeo na íntegra.

Conversa com o Dr. Luiz Moura

Agora também
subdividido em
60 temas








Assine a petição
para a Liberação da
Auto-hemoterapia








"Conversa com o
Dr. Luiz Moura:
O que é
auto-hemoterapia?
"


Vídeo na íntegra.

Conversa com o Dr. Luiz Moura

Agora também
subdividido em
60 temas

Busca Saúde
Loading

 AUTO-HEMOTERAPIA: OPORTUNIDADE DE OURO PARA CUBA

Auto-Hemoterapia - Informações e Debate - Participação
6158
Terça-feira, 15 de setembro de 2020 - 14:39:33
177.69.131.70

AUTO-HEMOTERAPIA: OPORTUNIDADE DE OURO PARA CUBA  

CONTER OS NOVOS CASOS DA COVID-19 NO PAÍS,  

ATÉ QUE CHEGUE A VACINA SOBERANA 

 

CUBA TEM POVO, CIENTISTAS, MÉDICOS E GOVERNO PARA USAR ESTA TÉCNICA, QUE CURA AO AUMENTAR A IMUNIDADE EM QUATRO VEZES. E PODE SE TORNAR EXEMPLO PARA O MUNDO NO COMBATE À PANDEMIA  

 

Carta aberta ao povo e governo cubanos, especialmente ao presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, e ao Primeiro Secretário do Partido Comunista de Cuba, General de Ejército Raúl Castro Ruz. 

 

Sou leitor assíduo de Granma. Portanto, conheço os feitos do povo, governo, e dos médicos e cientistas de Cuba na atual pandemia. E sei do esforço para o desenvolvimento da Soberana, a vacina cubana para a COVID-19. Ocorre que, apesar deste esforço, Cuba não está conseguindo dar fim à pandemia da COVID-19. Novos casos são registrados diariamente. (*)  

 

E há como conter a epidemia no país. Para isso, terá que ser empregado uma vacina polivalente existente, que é a AUTO-HEMOTERAPIA. No Brasil nós, que somos usuários da técnica, não pegamos o agente causador da Covid-19. São raríssimos os casos em que isso acontece e, com o aumento da dose aplicada e a redução dos intervalos entre as aplicações, mata-se o vírus, e cura o paciente. O emprego da auto-hemoterapia talvez possa ser associado a outras técnicas que a medicina ocidental tradicional quer ignorar, como a naltrexona LDN e ozonioterapia.  

 

Depois de mais de cem anos de uso livre no Brasil, o país se tornou único no mundo a proibir o uso da técnica, em 2007. O ato criminoso, de lesa-pátria, é inconstitucionalmente e foi praticado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), e pelos conselhos da área de saúde, à frente o CFM, Cofen e o CFF. Cientistas e médicos brasileiros brasileiros comprometidos com a cura das doenças e o povo, lutamos pela liberação da auto-hemoterapia no Brasil. 

 

Mas, desde a posse do capitão reformado do Exército Jair Messias Bolsonaro na Presidência da  

República, o sonho dos brasileiros de liberação da técnica se esfumaram: o governo é neoliberal, portanto serviçal do capital internacional, particularmente aos interesses dos laboratórios farmacêuticos, que lucram com a proibição do uso da auto-hemoterapia.  

 

O que é e como funciona esta técnica? Por quê é a um tempo vacina e tratamento? 

 

“O que é a auto-hemoterapia? 

 

É uma técnica simples, em que, mediante a retirada de sangue da veia e a aplicação no músculo, ela estimula um aumento dos macrófagos, que são, vamos dizer a Comlurb (Companhia de Limpeza Urbana) do organismo. Eles é que fazem a limpeza de tudo, eliminam as bactérias, os vírus, as células cancerosas, que se chamam neoplásicas. Fazem uma limpeza total, elimina inclusive a fibrina, que é o sangue coagulado. E agora, ocorre esse aumento de produção de macrófago pela medula óssea porque o sangue no músculo funciona como um corpo estranho a ser rejeitado pelo Sistema Retículo Endotelial (SRE), isso no músculo, enquanto houver sangue no músculo, o Sistema Retículo Endotelial, está sendo ativado, e só termina essa ativação máxima no fim de cinco dias.  

 

O número de macrófagos, a taxa normal é de 5% no sangue e com a auto-hemoterapia, nós elevamos esta taxa para 22% durante 5 dias, do 5º ao 7º dia, começa a declinar, porque o sangue está terminando no músculo, e quando termina ela volta aos 5%, daí a razão da técnica determinar que deva ser repetida, de 7 em 7 dias.  

 

Essa é a razão de como funciona a auto-hemoterapia, é um método de custo baixíssimo, basta uma seringa, pode ser feito em qualquer lugar porque não depende nem de geladeira, de nada, simplesmente porque o sangue é tirado no momento em que é aplicado no paciente, não há trabalho nenhum com esse sangue; não há nenhuma técnica aplicada nesse sangue, apenas uma pessoa que saiba pegar uma veia e saiba dar uma injeção no músculo, e uma seringa para fazer a retirada do sangue e aplicação no músculo, mais nada. E resulta num estímulo imunológico poderosíssimo.  

 

Então, realmente é uma coisa que poderia ser divulgada e usada em regiões sem recursos em que as pessoas não têm condições de pagar estímulos imunológicos caríssimos; como, por exemplo, os 'feitos' de medula óssea, que se fazem medicamentos, eu não posso dizer o nome do medicamento, porque não estou aqui fazendo propaganda, mas é um medicamento caríssimo, que se usa para produzir o mesmo efeito da auto-hemoterapia, que é o lisado de timus de vitela, que foi fabricado, isso eu posso falar, é um lisado de timus de vitela, tem um nome de fantasia, mas na realidade, a essência do produto é um lisado de timus de vitela submetido a um fermento digestivo, que se transforma num medicamento, mas é de custo muito alto, enquanto que a auto-hemoterapia produz o mesmo efeito a custo baixíssimo. Portanto podendo ser usado em todas as camadas da população sem nenhum problema, aí, essa é que é a grande vantagem! 

 

INÍCIO E APLICAÇÃO DA PRÁTICA DA AUTO-HEMOTERAPIA 

 

Eu comecei a fazer a auto-hemoterapia, a aplicar, ainda como estudante de medicina, em 1943, quando eu entrei para a faculdade de medicina....”. A explicação é do dr. Luiz Moura, médico que divulgou a técnica. Em  

 

http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia-dvd.htm#O%20que%20%C3%A9%20a%20auto-hemoterapia 

 

Pode-se confirmar estas afirmações com os depoimentos de usuários. São centenas de relatos, dos quais alguns estão abaixo. Em ..." 

 

http://hemoterapia.org/informacoes_e_debate/ver_opiniao/auto-hemoterapia-cura-a-covid-19-veja-relatos-das-pessoas.asp  

 

Há 14 anos junto com milhares, se não milhões de brasileiro, lutamos pela liberação da auto-hemoterapia no Brasil, único no mundo a proibir seu uso. Seu uso foi livre no país por mais de um século, até vir a proibição inconstitucional Anvisa e dos conselhos de saúde, à frente o CFM, irresponsavelmente seguido pelo Cofen e CFF. O servilismo do governo federal e dos profissionais de saúde, que lucram sobre as doenças e atendem aos interesses dos laboratórios farmacêuticos transnacionais, impede que a sociedade brasileira avance em relação a esta técnica. 

 

Por isso, lastreado na experiência que os brasileiros têm do uso da auto-hemoterapia, afirmo que se o governo cubano quiser, em pouco tempo os brotes de covid-19, como chamam os casos novos, serão reduzidos a um nada.  

 

Quem garante que a auto-hemoterapia é eficaz para conter pandemias? Entre outros, o próprio dr. Luiz Moura. "  

 

" ... (Nos) Surtos epidêmicos e AHT? Nisso funcionaria, aí seria de grande valor, de uma economia enorme.  

 

Porque, por que hoje as pessoas que estivessem já atacadas pelo mal, por um desses males, elas teriam a sua recuperação, a restauração da saúde mais acelerada, seria menos tempo de doença, porque quem cura realmente é o sistema imunológico, não é antibiótico que cura, antibiótico é apenas bacteriostático, só faz evitar a reprodução dos micróbios, mas quem termina de curar a infecção é o nosso próprio sistema imunológico, então, isso seria no caso, uma ação.  

 

E a outra, as pessoas que ainda não se contaminaram, se estivessem sobre a ação da AH e com o seu sistema imunológico ativado, elas não pegariam, não teriam a doença, então evitaria que a doença se espalhasse num número maior de pessoas e com um detalhe importante, quando a doença vai se repicando de uma pessoa a outra, o micróbio ou o vírus se torna cada vez mais ativo e mais virulento, a repicagem é que aumenta, é como se fosse um exercício que ele faz, se tornando mais violento.  

 

Então seria o grande valor, mas aí teria que ser, vamos dizer, uma prática corrente, todo mundo fazer a AH, pra todos, olha, uma coisa que nós dizemos, eu e a Vera (esposa), não tomamos vacina antigripal, não que eu ....foi, é uma excelente medida que o ministério da saúde tomou, e o idoso, e seria até que melhor que nem fosse só idoso, todas as idades tomassem, fizessem a vacina contra a gripe e, é todo ano existe um programa e tal, para o idoso, agora, como o idoso é mais vulnerável às pneumonias, e tudo, das partes respiratórias, então foi como o ministério da saúde, que também não tem recurso para estender a toda a população a vacina, escolheu um grupo de risco que é o idoso. Nós não usamos. Porque?  

 

Porque com a AHT estando com o sistema imunológico ativado as gripes são cada vez menos frequentes e como também essas vacinas se limitam a dois ou três tipos de vírus, normalmente três, e há uma centena de vírus de gripe também não é uma garantia, e então eu prefiro a AH que pelo menos eu estou com resistência a todos os vírus, essa é a razão principal....".  

 

Ouvir Autohemoterapia - Dr. Luiz Moura (legendas em español)  

 

https://www.youtube.com/watch?v=OpmSHI42k80 

 

e em 

 

Auto-hemotherapy – Talking to Dr. Luiz Moura  

 

https://www.youtube.com/watch?v=6PevPuy8epQ 

 

O emprego em massa da técnica poderia dar outro rumo a expansão da COVID-19 no país e no mundo, e mesmo se tratando de doença grave, reduziria seus danos e anteciparia a sua cura. Sem exclusão de nenhum outro tratamento que a medicina considerasse eficaz contra a Covid-19.  

 

Outras técnicas são eficazes contra a COVID-19 e estão sendo desprezadas e ou subutilizadas: a naltrexona em baixas doses (LDN), o peróxido de hidrogênio, a ozonioterapia, o dióxido de cloro, os imunomoduladores Medicamento Canova (homeopático) e ascaridil, da alopatia, entre tantas outras continuam solenemente desconhecidas e desprezadas pelos médicos e enfermeiros.  

 

Cuba deve ser exceção no caso particular da ozonioterapia, considerando o amplo uso da técnica que fazem seus profissionais de saúde. Mas as informações de curas com estas técnicas estão cada vez mais nas páginas das redes sociais, onde o povo manda e relata suas descobertas feitas por empirismo. Veja, entre outros espaços,  

 

https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/  

... 

 

Pode-se ver mais informações em  

 

CONHEÇA A MAIS PESADA ARTILHARIA CONTRA A  

CONVID-19: AUTO-HEMOTERAPIA, DIÓXIDO DE CLORO,  

NALTREXONA LDN, ENTRE OUTROS TRATAMENTOS  

 

http://hemoterapia.org/informacoes_e_debate/ver_opiniao/conheaa-a-mais-pesada-artilharia-contra-a-convid-19-auto.asp 

 

Entre as informações disponíveis sobre esta e outras técnicas que curam a COVID-19 essa, publicada em 14 de maio de 2020  

 

IRRESPONSABILIDADE, DESPREZO PELA VIDA: GENOCÍDIO  

 

CONHEÇA TÉCNICAS QUE CURAM DOENÇAS CAUSADAS POR VÍRUS, BACTÉRIAS, FUNGOS  

E PARASITAS DESPREZADAS PELA MEDICINA EM PLENA PANDEMIA DA COVID-19  

 

* Ubervalter Coimbra  

 

A medicina ocidental praticada em todo o planeta mata milhões de pessoas, todos os anos e em todos os lugares, causando as doenças iatrogênicas (produzidas pelos médicos ou seus remédios). Só para se ter uma ideia, as doenças iatrogênicas matam 784 mil pessoas por ano, todo ano, só nos Estados Unidos da América (EUA). Ou seja: 7,8 milhões de pessoas mortas pela medicina convencional em 10 anos.(1) Por que isto acontece?  

 

E em países como o Brasil, sequer existem estatísticas confiáveis.  

 

É que a medicina atual ignora ou despreza milhares de técnicas de curas naturais, em geral produzida por povos indígenas, quilombolas, agricultores familiares, povos orientais, entre outros. Um processo orquestrado e aplicado desde o início do século passado.  

 

Quando ocorre uma pandemia com a gravidade da Covid-19 é um deus nos acuda: Não há tratamentos conhecidos. E os médicos saem desesperados a pesquisar, junto com os cientistas.  

 

Não há tratamentos conhecidos por quê? Porque uma enorme gama de conhecimentos sobre técnicas de cura são desprezados pela medicina ao longo da história. Só alguns médicos, e aí em todo o planeta, se dão ao trabalho de conhecer técnicas ancestrais e aplicá-las.  

 

A história da medicina praticada atualmente mudou definitivamente na década de 30 do século passado quando foi decretado que os médicos não mais poderiam praticar técnicas convencionais de cura. Teriam que usar unicamente os remédios produzidos pela indústria farmacêutica nascente, consolidando plano de John Davison Rockefeller (nasceu em 1839 e morreu 1937), bilionário do setor de petróleo, que vendeu petróleo como remédio, de dominar o setor médico e farmacêutico exclusivamente para ganhar dinheiro.  

 

Para conhecer esta história ver artigo da dra. Caroline Salume  

https://www.portaldomedico.com/noticia/leia/044848cb-c0c5-499e-b5a3-b76d1102ed20/descubra-o-real-sig ... 

 

E ainda, como "Rockefeller fundou a medicina moderna e matou as curas naturais" em  

https://longevidadepersonalizada.com/rockefeller-fundou-a-medicina-moderna-e-matou-as-curas-naturais ... 

 

Inclua a tese de doutorado de Eduardo Bueno da Fonseca Perillo em  

https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8137/tde-25112008-125024/publico/TESE_EDUARDO_BUENO_DA_ ... 

 

O plano de Rockefeller na prática destruiu as faculdades de medicina homeopáticas, de grande prestígio em todo o mundo e particularmente nos EUA, e toda a cultura de saúde dos povos nativos.  

 

A auto-hemoterapia  

 

Uma das técnicas mais promissoras e estudadas no início do século XX era a auto-hemoterapia. No final de década de 30, Jésse Teixeira, cientista brasileiro e médico, provou que a auto-hemoterapia aumenta a imunidade em quatro vezes, por cinco dias. Seu trabalho valeu premiação e foi publicado em março de 1940  

 

http://www.rnsites.com.br/artigo_jesse_teixeira.pdf 

 

Desde o início do século passado esta técnica foi usada com sucesso em todo o país. Campanha de descrédito da técnica realizada como parte da doutrina divulgada para o planeta a partir dos EUA, levou a auto-hemoterapia ao desuso como tratamento de massa, embora tenha continuado em todo o Brasil em pequenos grupos.  

 

Em 2004, graças a entrevista do dr. Luiz Moura que acabou na internet, a auto-hemoterapia ganha merecido prestígio como técnica de cura, e não só no Brasil. Milhões de brasileiros a usam.  

 

Para atender a indústria farmacêutica, principalmente a transnacional, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) do Governo Federal e o Conselho Federal de Medicina (CFM), de forma orquestrada, proíbem o uso da auto-hemoterapia no país.  

... 

 

O uso da auto-hemoterapia na contenção da epidemia de COVID-19 por Cuba, não só libertará o povo cubano da doença, como servirá como um exemplo para o mundo sobre como enfrentar esta pandemia, e outras, que os cientistas e médicos já preveem. 

 

E será exemplo para o mundo como é o Contingente Henry Reeve, que há de ganhar o Prêmio Nobel de la Paz por sua missão médica internacionalista durante a pandemia COVID-19. 

 

(*) Nesta terça-feira (15/set/2020), os dados oficiais divulgados pelo Granma.cu são os seguintes; 

 

"Ministerio de Salud Pública: Cuba reporta 77 nuevos casos de COVID-19 para un total de 4803 en el país 

 

Al cierre de este lunes, Cuba reportó 77 nuevos casos de COVID-19, para un total de 4 803 desde marzo; ningún fallecido y 79 altas médicas, informó este martes en conferencia de prensa el doctor Francisco Durán García, director nacional de Epidemiología del Ministerio de Salud Pública (Minsap). 

 

Durán precisó que se mantienen ingresadas en vigilancia clínico-epidemiológica 1617 personas: 84 en vigilancia, 959 sospechosas y 574 confirmadas. De esos 574 ingresados confirmados, mantienen una evolución clínica estable (558). 

 

Durante la jornada del lunes se estudiaron 7758 muestras en todos los laboratorios de biología molecular del país, para un acumulado de 500 285 pruebas realizadas desde el inicio de la pandemia. El total de casos confirmados desde el 11 de marzo asciende a 4 803 (0, 96 %).  

 

Ubervalter Coimbra, 

jornalista. 

 

 

Ubervalter Coimbra
70 anos
- Vitória - ES

[ocultar participação]  [voltar]

Comentários


Quero comentar Total de 1 comentários  -  1 nesta página
[primeira < anterior   Página de 1     próxima >  [última]

Terça-feira, 27 de outubro de 2020 - 12:22:05
 

Nenhum comentário ainda.

 

Webmaster



envie este texto a seus amigos

Busca Saúde
Pesquisa personalizada








Atenção: NÃO USE informações aqui divulgadas para substituir uma consulta médica. Seja prudente, consulte um médico, quando entender necessário, para o correto diagnóstico e eventual tratamento".

[ir para a lista que contém esta participação]
 
  AHT HEMOTERAPIA: Informações & Debate, Depoimentos, Publicações e Vídeos (2007 - 2020)
Fique livre para divulguar informações aqui disponibilizadas.
Agradecemos a citação da fonte.
webmaster@hemoterapia.org