Auto-hemoterapia Informações e debates

            Quem somos

                 auto-hemoterapia o que é? |  informações & debate |  depoimentos |  publicações |  vídeos |  política de privacidade |  pesquisa virtual

ver participações do dia Visitantes: 3.274.930 (início em 30/10/2010)

"Conversa com o
Dr. Luiz Moura:
O que é
auto-hemoterapia?
"


Vídeo na íntegra.

Conversa com o Dr. Luiz Moura

Agora também
subdividido em
60 temas








Assine a petição
para a Liberação da
Auto-hemoterapia








"Conversa com o
Dr. Luiz Moura:
O que é
auto-hemoterapia?
"


Vídeo na íntegra.

Conversa com o Dr. Luiz Moura

Agora também
subdividido em
60 temas

Busca Saúde
Loading

 "Giovanna Gonçalves Domingos Ontem às 09:23 Alguem

Auto-Hemoterapia - Informações e Debate - Participação
6084
Terça-feira, 15 de janeiro de 2019 - 17:25:32
177.98.119.147

"Giovanna Gonçalves Domingos 

 

Ontem às 09:23 

 

Alguem tem ou teve boas experiências com a AH p Parkinson?. Alguém respondeu "...Parkinson não cura com AH..." Será?  

 

Em https://pt-br.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/  

 

Nota: Veja uma observação nesta página "Antonio Jesus Giovana , boa tarde ! Um neurologista de São Paulo , dr. Cícero Coimbra faz tratamento para doenças degenerativas e autoimunes com altas doses de Vitamina D3 . Ele elaborou um Protocolo e credenciou vários médicos espalhados pelo Brasil . Procure no Google por : Médicos que utilizam o PROTOCOLO Coimbra na sua cidade ligue para ele e marque uma consulta . Não sei se eles aceitam planos de saúde . Antes de ligar coloque no YouTube : dr. Cícero Coimbra e Parkinson e assista um vídeo para você sentir firmesa . Bom êxito para seu pai ." 

 

------------------------------------------ 

 

Para consulta dos interessados.  

 

Parkinson  

 

Quinta-feira, 28 de agosto de 2008 - 19:59:10  

 

O pai de um amigo meu que tem um mal de parkinson, e estátendo bons resultados  

 

ROGERIO BASILIO DA SILVA  

 

29 anos - JAPOMIRIM – BAHIA  

 

Tem mais alguns relatos nesse link.  

http://www.orkut.com/CommMsgs.aspx?cmm=8697443&tid=2530025984805050526 

 

 

Data: 27/01/2008 00:06  

De: Marçal  

 

Assunto: Re: Re: Re: Re: Mal de Parkinson e a AH. Solicito Relatos  

[Mensagem removida da comunidade no orkut, AH x doenças rara e degenerativas 

 

Parkinson . e AH  

De: "parklelo" Adicionar endereço  

Data: Sat, 05 May 2007 13:02:10 -0000  

Assunto: [auto-hemoterapia] Mal de Parkinson  

 

Olá amigos:  

 

Tenho 64 anos e a 4 tenho mal de Parkinson .  

Tomei conhecimentoda AH a um mês e meio e a partir daí  

resolvi iniciar a terapia.  

Como essa doença é progressiva , eu já estava com começo  

de paralisia na perna e braço direito, mandíbula inferior e outras consequências da doença.  

Atualmente tomo 10ml de sangue na região glútea e já constatei a regresão de toda a paralisia. Os tremores característicos da doença regrediram consideravelmente, a resistência nas pernas tb. e a propria pessoa que me faz as aplicações me disse que nem parece que tenho parkinson.  

Gostaria que alguém do grupo me informasse de conhecem algum médico adepto dessa terapia na cidade de São Paulo ou Santos ,pois , preciso saber mais detalhes sobre êsse assunto.  

muito grato  

 

Leonardo  

 

 

http://br.groups.yahoo.com/group/auto-hemoterapia/message/2289 

 

 

DEUS TE ABENÇOI AMIGO !  

JA CONSEGUI TOMAR 2 APLICAÇOES DE 10 ML E JA MELHOREI DO  

PARKINSONISMO UNS 60% GRAÇS A DEUS JA ESTOU ESCREVEND Q A MAIS  

DE 20 ANOS Q NAO ESCREVIA MEU NOME E JA ESTOU COMENDO COM  

MINHAS MAOS ESTOU MUITO FELIZ COM O RESULTADO FNTASTICO DE DUAS  

A PLICAÇOES ....FIQUE COM DEUS  

 

Em auto-hemoterapia@..., Jose Alves  

escreveu  

Parkinson Data: 15/08/2008 08:44  

De: socorro araujo  

IP: 189.71.59.58  

Assunto: Auto-hemoterapia  

Na minha casa eu e minha mãe fazemos a 8 meses e vimos midanças radicais pois minha mãe estava com inicio de parkson (Parkinson) e a taxa da tireóide lá em cima e estáo todas controladas achavamos que ela não entraria o ano viva daí ela superou, eu tenho um nódulo no seio e confiando em Deus primeiramente estarei curada com esse tratamento irei repetir em dezembro novos exames e sinto-me muito bem nunca aconteceu de efeitos negativos  

 

Data: 24/01/2008 14:02  

De: karlak  

IP: 201.3.196.59  

Assunto: Células tronco  

Só lembrando,  

que o Dr. Moura mexeu no bolso de alguns que vem desenvolvendo os tratamentos com células tronco  

e os pesquisadores sabem que o sangue está repleto de células tronco a um custo zero (só que na fase embrionária)  

e que a AH não só cura como "refaz as células" doentes,  

provenientes das células tronco naturais do sistema imunológico.  

Isso é "bárbaro", não?  

 

Distrofia muscular  

 

14 14/11/2007 11:50:33  

a favor (oObs: da auto-hemoterapia)  

Eryck Teixeira Dos Santos (18) de Canaã Dos Carajás  

 

Tenho Distrofia Muscular Progressiva Ireversivel, com as aplicações da AH tenho tido um resultado maravilhoso. Não so em mim como nos meus irmãos que também tem Distrofia Muscular Progressiva Ireversivel.  

 

No endereço http://www.orientacoesmedicas.com.br/ver_opiniao.asp 

 

Data: 14/01/2008 13:05  

De: JOSE DANTE DE SP CAP (jose.dante@terra.com.br)  

IP: 201.42.221.252  

Assunto: A MARAVILHA DA A.H.T  

 

Hoje fiz minha 34ª aplicação de A.H.T. e cada vez mais maravilhado. tinha a Distrofia muscular como principal doença dentre outras, todas sanadas e a distrofia melhorei uns 30 %, agradeço 1º a DEUS, segundo ao dr LUIZ MOURA, que diga-se de passagem, um médico que visa a cura e não enriquecer às custas do doente e 3º ao MARÇAL, que mesmo morando no Rio, me encaminhou quem me fizesse a auto-hemo aquí em São Paulo. aos que duvidam da A.H.T. queria q me explicassem uma coisa simples: pq quem faz auto-hemo não pega gripe, dor de garganta, ouvido ou outras doenças que os otorrinolaringologistas tratam? isso sem efeitos colaterais algum. Quero ver se uma pessoa imunizada pela auto-hemoterapia pega dengue ou febre amarela ou outras doenças transmitidas por picadas de insetos? Duvideodó. Com o organismo alerta, não tem doença que se instale. Um primo que se mudou para o Mato Grosso me disse que essa simpatia era comum por lá para não pegar doenças transmitidas por picadas de inseto. (eles chamam a a.h.t. de simpatia).  

 

Valter  

 

58 anos - Vitória – ES 

 

Em http://www.hemoterapia.org/informacoes_e_debate/ver_opiniao/relatos-de-cura-de-doencas-degenerativas-como-alzheimer.asp  

 

Segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010  

 

MATÉRIA COMPLETA SOBRE A AHT Online - Revista Foco - A Revista do RN  

 

 

A autohemoterapia resgatou a vitalidade de milhares de pessoas em diversas partes do país. No RN há dezenas de casos de pacientes que sofriam com doenças graves e que após o tratamento viram os sintomas simplesmente desaparecer.O resultado é algo impressionante e os depoimentos de quem se submete ao tratamento são inacreditáveis. O fato é que a Autohemoterapia tem mostrado ao longo dos anos que realmente cura e previne uma infinidade de doenças graves: de alergias, a artrites e o próprio câncer. O assunto é alvo de muita polêmica e é condenado por grande parte da classe médica, mas dentro do rol de pessoas que se submetem a experiência, a técnica é milagrosa.  

 

FONTE: http://www.revistafoco-rn.com/ 

 

 

A “cura” através do próprio sangue  

 

A autohemoterapia resgatou a vitalidade de milhares de pessoas em diversas partes do país. No RN há dezenas de casos de pacientes que sofriam com doenças graves e que após o tratamento viram os sintomas simplesmente desaparecer  

 

 

Micheline Borges  

 

 

O resultado é algo impressionante e os depoimentos de quem se submete ao tratamento são inacreditáveis. O fato é que a Autohemoterapia tem mostrado ao longo dos anos que realmente cura e previne uma infinidade de doenças graves: de alergias, a artrites e o próprio câncer. O assunto é alvo de muita polêmica e é condenado por grande parte da classe médica, mas dentro do rol de pessoas que se submetem a experiência, a técnica é milagrosa. O jornalista, ex-vereador e deputado estadual Eugênio Neto (80), recuperou o vigor depois de anos sofrendo de um Mal de Parkinson e tantos outros males que o impedia, por exemplo, de levantar-se ou deitar-se numa rede sem ajuda das pessoas. Ele não precisou de duas séries da Autohemoterapia para sentir sensíveis melhoras. “A Autohemoterapia é muito válida. Recomendo pra todo mundo. Minha capacidade de locomoção após o tratamento eu comparo quando eu tinha 50 anos”, conta.  

 

A técnica é simples: retira-se sangue do paciente, numa quantidade que pode variar entre 5 e 10 ml. Na mesma hora o sangue é injetado no músculo, mas precisamente no glúteo – área de maior absorção. Isso é feito uma vez por semana, durante três meses (tempo de um ciclo), seguidos de um intervalo de 30 dias, de forma que o corpo do indivíduo crie mecanismos de defesa elevando os níveis de macrófagos de 5% para 22% (os macrófagos fazem a “limpeza” do nosso corpo, eliminando a fibrina, bactérias e vírus do organismo. Eles são produzidos pela medula óssea. Esses níveis elevados de defesa, criados pelo próprio organismo, atingem o pico após oito horas de aplicada a injeção e duram por até cinco dias, quando então começam a diminuir até atingirem os valores normais de uma pessoa sadia (5%). Logicamente que, aumentando a defesa do próprio organismo, este está menos sujeito a uma série de enfermidades  

 

Os defensores da Autohemoterapia alegam que o organismo enxerga o sangue reinjetado como um corpo estranho, o que estimularia o sistema imunológico (nossa defesa contra doenças). A técnica surgiu no início do século passado na França e foi estudada na década de 30 nos Estados Unidos e no Brasil. Por aqui, ela foi disseminada pelo médico Luis Moura (84). Num vídeo distribuído a milhares de pessoas no Brasil inteiro, o especialista em Autohemoterapia há 29 anos reconhece que não há nenhum estudo científico sobre o tema, mas ao mesmo tempo não dá crédito algum aos padrões que se dizem científicos, mas aquele que comprova a cura do paciente: “Eu não respeito os padrões chamados científicos. Do tipo: isso eu não posso fazer porque não é comprovado pela ciência. Pra mim o que comprova qualquer coisa é o efeito do tratamento”.  

 

FOTO: Felinto Rodrigues Neto foi apresentado ao tratamento por acaso e hoje é usuário. “Meu objetivo é a prevenção”  

 

O DVD diz que o método aumenta a imunidade do organismo. O sangue injetado faria crescer a quantidade de glóbulos brancos que defendem o corpo de infecções. Até hoje a Anvisa – a Agência Nacional de Vigilância Sanitária – e o Conselho Federal de Medicina não receberam relatos de danos provocados pela Autohemoterapia, ainda assim condenam a prática.  

 

O fato é que o assunto chegou ao Rio Grande do Norte e já conquistou dezenas de adeptos. Felinto Rodrigues Neto (73), empresário, jornalista e apresentador do programa Repórter 98, foi apresentado ao tratamento por acaso, através de um amigo, o empresário Célio Capistrano, vítima de um câncer no intestino. Felinto lembra que todas as vezes que saía da casa de Célio a impressão que tinha é que não iria vê-lo mais. “Pra você ter um ideia ele precisava de ajuda até para se deslocar do quarto para o banheiro. Nós só esperávamos pela notícia da morte dele”. Quatro meses depois eis o inesperado. Célio Capistrano aparece no escritório do jornalista praticamente recuperado. Parecia um novo homem. “Quem viu ele quase morto como eu vi não demorou a acreditar naquela recuperação”, recorda Felinto. O fato é que o empresário relatou a experiência bem sucedida que teve com a Autohemoterapia e o assunto virou pauta para entrevista na rádio.  

 

Movido pela curiosidade e ciente da responsabilidade como formador de opinião, o jornalista foi até ao Rio de Janeiro conhecer pessoalmente a pessoa responsável pela técnica no Brasil. Só quando constatou com os próprios olhos a virilidade do médico de 84 anos não pôde mais duvidar da eficácia do tratamento. Todas as desconfianças de que aquilo poderia ser uma farça ou mais um golpe de um charlatão foram ladeira abaixo. Segundo o clínico geral fluminense, a Autohemoterapia não caiu no gosto da classe médica porque a técnica poderia levar a falência os laboratórios e acabar com a farra dos “doutores” nas viagens gratuitas e nos congressos espetaculares proporcionados pelas poderosas multinacionais.  

 

Concordando ou não com esse raciocínio – Felinto prefere não fazer juízo de valor – o fato é que o jornalista já caminha para a terceira série do ciclo da Autohemoterapia. Dentro do rol de amizades, pelo menos, 60 pessoas fazem a Autohemoterapia. “No meu caso a razão é preventiva. Sempre tive uma saúde de ferro, mas desde que passei a aceitar a Autohemoterapia não tenho nem resfriado”, conta.  

 

A partir daí tomou conhecimento de inúmeros casos de cura, inclusive de pessoas famosas, que fazem uso da Autohemoterapia. O ex-futebolista alemão, Beckenbauer, é um exemplo dentro do esporte. Outros casos mais próximos e de pessoas mais comuns, é o do funcionário da Rádio 98 Fm. Gilvan contraiu um cisto no joelho jogando futebol. Ele era o tipo de atleta de final de semana que não podia ver uma bola que voltava pra casa contundido. Depois de algumas sessões da Autohemoterapia ganhou uma resistência fora do comum.  

 

A técnica de enfermagem há dez anos, aluna concluinte do curso superior de Enfermagem, A.S, concorda em conceder uma entrevista exclusiva à Revista Foco, desde que sua identidade seja mantida em sigilo. Como a Autohemoterapia é condenada pelo Coren – Conselho Regional de Enfermagem – ela teme que seu registro seja cassado por aplicar a técnica há pelo menos quatro anos em, aproximadamente, 50 pessoas.  

 

Vítima do câncer na tireóide, A.S teve o diagnóstico confirmado em 2006. No ano seguinte, ocorreu a metástase no mediastino. Na época desempregada, sem condições de bancar o tratamento convencional, foi apresentada a Autohemoterapia por um médico e desde então não deixou mais. Resultado: em menos de seis meses o câncer simplesmente desapareceu. Há quase quatro anos não tem mais notícia dele. “Eu me considero uma pessoa curada”, afirma.  

 

FOTO: Eugênio Neto recuperou o vigor físico depois de anos refém do Mal de Parkinson  

 

Casos dessa natureza são comuns de encontrar entre os pacientes que se submetem a Autohemoterapia. A auxiliar relata diversos exemplos vivenciados no seu dia-a-dia de aplicações. Um deles, dentro de casa. O filho de 16 anos tinha problema de pele que alergologista nenhum conseguia resolver. O menino vivia cheio de restrições. Depois da Autohemoterapia passou a ter uma vida normal. “Tenho ainda um cliente que há cinco anos foi desenganado pelos médicos. Deram a ele vinte dias de vida. O câncer era generalizado e não havia mais tratamento que surtisse efeito. Acredite: hoje o tumor tem menos de um centímetro. Isso graças a Autohemoterapia e ao tratamento convencional da doença”, relata emocionada.  

 

Outro exemplo é de um paciente com câncer no globo ocular, residente em Parnamirim, que ela começou a tratar com Autohemoterapia há cinco meses. Nas sessões iniciais, a técnica em enfermagem conta que sofreu muito com a situação do homem aparentemente jovem. O câncer já tinha dado metástase no cérebro e necrosado em toda parte do olho. “Fiquei cinco dias sem me alimentar direito por causa do mau cheiro que exalava”. Graças a eficácia da Autohemoterapia e da permissão do paciente em me deixar aplicá-la, em menos de um mês a parte necrosada sumiu. Recentemente ele refez a tomografia e o tumor no cérebro não foi mais encontrado. “É algo inacreditável, mas é a realidade. Os médicos condenam a técnica e não apóiam os profissionais que a aplicam porque sabem que isso vai mexer com a indústria farmacêutica”, denuncia.  

 

Em casos graves assim, a profissional que prefere não ter o nome revelado, conta que as sessões são mais freqüentes. Enquanto em alergias ou qualquer outro mal de pouca gravidade o sangue é retirado da veia e reaplicado no músculo a cada sete dias, no câncer o intervalo é de apenas cinco dias e não há a interrupção mensal após o ciclo de três meses. Isso ajuda a manter a imunidade em alta do paciente.  

 

O tratamento é indicado em todos os casos, com exceção da Anemia Falciforme, já que a própria genética da célula apresenta defeito. Em crianças, claro, as sessões devem ser menores e o intervalo maior. O valor do tratamento é acessível a todas as classes sociais. Cada aplicação custa R$ 10,00.  

 

Doutor Luiz Moura, disseminador da autohemoterapia no Brasil  

 

 

Revista Foco - A Revista do RN http://www.revistafoco-rn.com/edicao159/capa.htm 

 

 

Marcelo Fetha (fetha@ibest.com.br)  

http://www.hemoterapia.org/informacoes_e_debate/ver_opiniao/materia-completa-sobre-a-aht-online-revista-foco-a-revista.asp 

 

 

 

Domingo, 19 de fevereiro de 2012  

 

Caro Ubervalter  

 

A noticia foi muito boa.  

 

Abços  

 

Caro Marcelo:  

 

que ótima notícia da minha terra. A verdade sempre aparece!  

 

Um outro bispo, d. Aldo Gerna, também faz auto-hemoterapia. Com o título BISPO FAZ AUTO-HEMOTERAPIA: ESTÁ “ÓTIMO” E RECOMENDA QUE AS PESSOAS ESTUDEM A TÉCNICA, o texto foi publicado http://www.hemoterapia.org/informacoes_e_debate/ver_opiniao/bispo-faz-auto-hemoterapia-esta-otimo-e- ... entre outros endereços. A produção da informação é de minha reponsabilidade . 

 

Além do mais, em http://www.orientacoesmedicas.com.br/opiniao_integra.asp?cdg=3506&u=69 , existem vários outros depoimentos de cura ou remissão de sintomas de Parkinson. 

 

Em http://www.orientacoesmedicas.com.br/comentario_integra.asp?cdg=3197 significativos relatos sobre cura de Alzheimer, usando a auto-hemoterapia. 

 

Na hipótese de o amigo resolver acrescentar estas informações, muitos certamente ficarão agradecidos.  

 

Saudações auto-hemoterápicas,  

 

Ubervalter Coimbra,  

 

do Espírito Santo.  

M.Fetha  

 

Domingo, 4 de setembro de 2016  

Auto-hemoterapia em caso de mal de Parkinson 

Fabiana Araujo Ferreira comentou no grupo Auto-hemoterapia meu sangue me cura  

 

Aplico em meu pai que tem parkson,estou na 5 sessão E ele melhorou muito,nem dirigia mais,e com a Hemo voltou a dirigir normal.  

Curtir · Responder · 1 · 7 h  

 

https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/1035558156563102/?comment_id=103 ... 

 

 

RELATOS AUTO-HEMOTERAPIA EM CASOS DE PARKINSON:  

http://www.geocities.ws/autohemoterapiabr/doencas/mal_de_parkinson.htm 

http://autohemoterapia.orgfree.com/doencas/mal_de_parkinson.htm 

Fetha  

 

http://hemoterapia.org/depoimentos/auto-hemoterapia-em-caso-de-mal-de-parkinson.asp  

 

Ubervalter Coimbra  

Ubervalter Coimbra
68 anos
- Vitória - ES

[ocultar participação]  [voltar]

Comentários


Quero comentar Total de 1 comentários  -  1 nesta página
[primeira < anterior   Página de 1     próxima >  [última]

Segunda-feira, 24 de junho de 2019 - 09:46:52
 

Nenhum comentário ainda.

 

Webmaster



envie este texto a seus amigos

Busca Saúde
Pesquisa personalizada








Atenção: NÃO USE informações aqui divulgadas para substituir uma consulta médica. Seja prudente, consulte um médico, quando entender necessário, para o correto diagnóstico e eventual tratamento".

[ir para a lista que contém esta participação]
 
  AHT HEMOTERAPIA: Informações & Debate, Depoimentos, Publicações e Vídeos (2007 - 2019)
Fique livre para divulguar informações aqui disponibilizadas.
Agradecemos a citação da fonte.
webmaster@hemoterapia.org