Auto-hemoterapia Informações e debates

            Quem somos

                 auto-hemoterapia o que é? |  informações & debate |  depoimentos |  publicações |  vídeos |  política de privacidade |  pesquisa virtual

ver participações do dia Visitantes: 3.319.080 (início em 30/10/2010)

"Conversa com o
Dr. Luiz Moura:
O que é
auto-hemoterapia?
"


Vídeo na íntegra.

Conversa com o Dr. Luiz Moura

Agora também
subdividido em
60 temas








Assine a petição
para a Liberação da
Auto-hemoterapia








"Conversa com o
Dr. Luiz Moura:
O que é
auto-hemoterapia?
"


Vídeo na íntegra.

Conversa com o Dr. Luiz Moura

Agora também
subdividido em
60 temas

Busca Saúde
Loading

 AUTO-HEMOTERAPIA NO CONTROLE DE SARCÓIDE EQUINO, Pubvet

Auto-Hemoterapia - Publicações - Participação
314
Quarta-feira, 17 de janeiro de 2018 - 10:54:20
177.79.12.251

AUTO-HEMOTERAPIA NO CONTROLE DE SARCÓIDE EQUINO, Pubvet 2017 (2018)

AUTO-HEMOTERAPIA NO CONTROLE DE SARCÓIDE EQUINO, Pubvet 2017 

 

APÓS RECIDIVA COM O TRATAMENTO CONVENCIONAL, A AUTO-HEMOTERAPIA FOI UM DOS RECURSOS UTILIZADOS NO CONTROLE DE SARCÓIDE EQUINO. 

 

Relato de caso: Sarcóide recidivante em glande de um equino. 

v. 12 No. 2 p. In Press (2018) 

 

http://autohemoterapia-por-doutor-luiz-moura.blogspot.com.br/2018/01/autohemoterapia-no-controle-de-sarcoide-Pubvet-2017.html 

 

 

AUTO-HEMOTHERAPY IN CONTROL OF EQUINE SARCOID, Pubvet 2017 

 

AFTER RECURRENCE WITH CONVENTIONAL TREATMENT, AUTOHEMOTHERAPY WAS ONE OF THE RESOURCES USED IN THE CONTROL OF EQUINE SARCODE. 

 

Recurrent sarcoid in the glans of an equine: Case report 

 

Sarcóide recidivante em glande de um equino: Relato de caso 

 

Daniel Bessert de Abreu, Marta Eloy Nunes da Cunha, Elson Nery da Silva, Roberto Viana Menezes, Margareth Moura Ferreira, Anderson Luiz de Araújo, Maria Consuêlo Caribé Ayres 

 

Resumo 

Sarcóides são tumores de pele do tipo fibroblásticos não metastatizantes, considerados os mais comuns em equinos. Sua etiopatogenia está relacionada à infecção pelo papilomavírus bovino do tipo 1 e tipo 2. A transmissão e a disseminação para outras partes do corpo do mesmo animal estão associadas a mordidas, fricção, fômites e insetos. Apresentam-se agressivos no local afetado devido à capacidade infiltrativa e geralmente refratários às diferentes formas de terapias. Os sarcóides são classificados em seis formas de acordo com as suas apresentações clínicas, sendo estas: oculto, verrucoso, nodular, fibroblástico, misto e maligno. O objetivo do presente trabalho foi relatar o caso clínico de sarcóide recidivante localizado na glande de um equino atendido na Clínica de Equídeos do Centro de Desenvolvimento da Pecuária da Universidade Federal da Bahia, situado no município de Santo Amaro – BA. No presente caso clínico, um equino apresentou uma massa tumoral na região da glande, onde foi realizada a éxerese da massa e através de exame histopatológico observou-se características compatíveis com sarcóide. Após aproximadamente quatro meses da intervenção cirúrgica, o sarcóide apresentou recidiva sendo instituído tratamento com associação entre penectomia parcial, pomada a base de aciclovir a 5% e auto-hemoterapia 

 

Palavras-chave 

 

cavalo , tumor , penectomia , aciclovir 

 

Texto completo: 

PDF 

 

http://www.pubvet.com.br/artigo/4378/sarcoacuteide-recidivante-em-glande-de-um-equino-relato-de-caso 

 

http://geocities.ws/autohemoterapiabr/sarcoacuteide-recidivante-em-glande-de.pdf 

 

 

Recurrent sarcoid in the glans of an equine: Case report 

 

ABSTRACT. Sarcoids are fibroblast and non-metastatic skin tumors, representing the 

most common tumors in horses. Its etiopathogenesis is related to bovine papillomavirus 

type 1 and type 2 infections, being the transmission and dissemination to other parts of the 

body of the same animal associated with bites, friction, fomites and insects. Clinical 

behavior is locally aggressive due to infiltrative capacity, as well as being refractory to 

different forms of therapies. The sarcoids are classified in six forms according to their 

clinical presentations, being these: hidden, verrucous, nodular, fibroblastic, mixed and 

malignant. The objective of this study is to report a clinical case of recurrent sarcoid in the 

equine glans, attended at the equine clinic of the Centro de Desenvolvimento da Pecuária 

of the Universidade Federal da Bahia, located in the municipality of Santo Amaro – BA. 

In the present case, an equine presented a tumor mass in the region of the glans, where a 

mass examination and histopathological examination were carried out; characteristics 

compatible with the sarcoid were observed. After five months of surgical intervention, the 

sarcoid presented recurrence with treatment instituted with an association between partial 

penectomy, ointment based on acyclovir 5% and autohemotherapy. 

Abreu et al. 2 

PUBVET v.12, n.2, a25, p.1-7, Fev., 2018 

Keywords: horse, tumor, penectomy, acyclovir 

 

CITAÇÃO NO GOOGLE ACADÊMICO 

 

 

Sarcóide recidivante em glande de um equino: Relato de caso 

DB de Abreu, MEN da Cunha, EN da Silva… - PUBVET, 2017 - pubvet.com.br 

… Após aproximadamente quatro meses da intervenção cirúrgica, o sarcóide apresentou recidiva 

sendo instituído tratamento com associação entre penectomia parcial, pomada a base de aciclovir 

a 5% e auto-hemoterapia Palavras chave: cavalo, tumor, penectomia, aciclovir … 

Fetha    

[ocultar participação]  [voltar]

Comentários


Quero comentar Total de 1 comentários  -  1 nesta página
[primeira < anterior   Página de 1     próxima >  [última]

Quinta-feira, 22 de agosto de 2019 - 07:32:52
 

Nenhum comentário ainda.

 

Webmaster



envie este texto a seus amigos

Busca Saúde
Pesquisa personalizada








Atenção: NÃO USE informações aqui divulgadas para substituir uma consulta médica. Seja prudente, consulte um médico, quando entender necessário, para o correto diagnóstico e eventual tratamento".

[ir para a lista que contém esta participação]
 
  AHT HEMOTERAPIA: Informações & Debate, Depoimentos, Publicações e Vídeos (2007 - 2019)
Fique livre para divulguar informações aqui disponibilizadas.
Agradecemos a citação da fonte.
webmaster@hemoterapia.org